terça-feira, 23 de maio de 2017

A vida moderna de Wellington - Agente James Pinto... Bond!

A vida moderna de Wellington - Agente James Pinto... Bond!
Meu nome é Wellington e o assunto de hoje é confidencial... Ou não!

Atualmente divido minha agitada vida entre os estudos e o mundo das investigações, pelo qual fui acolhido naturalmente graças a minha inigualável perspicácia.

Revelarei a seguir meus dois casos de maior notoriedade. Ambos envolvem pintos, porém cada um deles em seu determinado sentido da palavra, e infelizmente ainda não foram desvendados.

O roubo da bimbinha
Tudo caminhava para mais um semestre monótono na faculdade, até o momento em que um crime abalou as estruturas da mesma: era uma terça-feira, entre 8 e 10 da manhã, quando um pênis de borracha, vulgo "pinto" ou "bimbinha", como particularmente prefiro me referir ao dito cujo, foi furtado na maior cara de pau (com o perdão do trocadilho). Logo após o ocorrido, percebi que eu, o intrépido investigador, estava entre os acusados graças a minha fama de "bolsinho de buraco negro", e por isso decidi me empenhar para decifrar os detalhes desse mistério (e limpar minha barra, que já não é pouco suja).

Minha lista de suspeito era formada por Gandhi (também conhecido como meu doppelganger), Professor X, Professor Y e o principal deles... O jovem estudante Carrinho do Paraguai, a qual fiz questão de interrogar e não obtive qualquer informação.

Infelizmente todo meu esforço pareceu ser em vão, já que após um mês encontraram o objeto jogado dentro de uma caixa em um cantinho de sala qualquer. Ainda assim desconfio de uma conspiração, algo maior para encobrir a verdade e o culpado, então sigo na jornada em busca do afanador de bimbas artificiais.

O sumiço de Gigi
Como se não bastasse a empreitada acima, me envolvi no sumiço de Gigi, um pintinho (daqueles que saem do ovo, filho de uma galinha e um galo) mascote do meu grande amigo GM. Até o momento temos como maior suspeito o irmão mais velho do garoto, conhecido popularmente como Suco de Pomba, que após ouvir piadinhas como "tão criando pinto aí atrás", "vi ele alisando o pinto do irmão", "já ta virando especialista em pinto", "só dorme agarrado com o pinto" e diversas outras variações, demonstrou imensa insatisfação com o pequeno animal habitando sua residência.

Preciso encontrar novas provas, então vou ficando por aqui. No episódio de hoje aprendemos que pinto no quintal dos outros é refresco!

Zona do Guaxinim
Os comentários são de responsabilidade dos criadores e não refletem na opinião dos autores do site.


Display Pagerank

   Blog Zona do Guaxinim.