Os 5 álbuns que eu mais ouvi na vida

Os 5 álbuns que eu mais ouvi na vida
Que tal uma pequena indicação musical em forma de lista?

Bon Iver - For Emma, Forever Ago (2007)
Com o fim de uma relação amorosa e de sua banda anterior, Justin Vernon decidiu se isolar em uma cabine em Medford, Wisconsin. Os três meses de solidão, aliados a alguns microfones e equipamentos de gravação antigos, resultaram na criação de "For Emma, Forever Ago".

Aparentemente, isolar-se é uma excelente forma de compor canções incríveis.
Bon Iver - For Emma, Forever Ago (2007)

The Kooks - Junk of the Heart (2011)
Segundo o vocalista Luke Pritchard, bastaram algumas semanas escondidos no interior, na casa de um amigo, para quea banda de indie rock britânica produzisse seu terceiro álbum. Fico imaginando o quão sensacional deve ter sido o período em questão para resultar em uma obra assim!
The Kooks - Junk of the Heart (2011)

Milky Chance - Sadnecessary (2013)
Munidos de uma interface rudimentar, um microfone e um computador, os amigos Clemens Rehbein e Philipp Dausch gravaram ao longo de duas semanas e apresentaram ao mundo um projeto iniciado em uma escola na cidade alemã de Kassel.

"Sadnecessary" mostra toda a mistura de folk, reggae e música eletrônica que compõe o duo Milky Chance.
Milky Chance - Sadnecessary (2013)

Radical Face - The Family Tree: The Branches (2013)
Cordas, percussão e piano foram alinhados de forma primorosa pelo músico Ben Cooper no segundo álbum da trilogia "The Family Tree". Aliás, diria que em todo seu projeto solo em si!
Radical Face - The Family Tree, The Branches (2013)

Funkist - Funkist Cup (2010)
Colecionando canções em mídias como animes e jogos, o grupo japonês faz um som irado que combina reggae e indie, com um estilo bem particular. Talvez seja a sugestão mais curiosa da relação!
Funkist - Funkist Cup (2010)