terça-feira, 20 de agosto de 2019

Saiba qual é a melhor fonte para PC gamer. Turbine sua máquina!

Saiba qual é a melhor fonte para PC gamer. Turbine sua máquina!
Como já sabemos há bastante tempo, um PC gamer oferece inúmeras vantagens quando comparado aos consoles, apesar de na maioria das vezes se tornar mais caros. Temos em mãos desempenho de ponta, jogos mais acessíveis e diversificados, variedade em termos de controles e periféricos, maior qualidade gráfica, opção de troca de componentes sem mais estresses, direcionamento a jogos competitivos com amplo campo de atuação e poderíamos passar o dia todo aqui listando cada pequeno ou enorme benefício.

Sem dúvidas, uma das peças cruciais na hora de montar o seu computador voltado para jogos é a escolha de uma boa fonte, que aguente o tranco por bastante tempo, se possível naquele precinho. Hoje apresentaremos dez opções de voltagens, preços e tipos variados para ninguém botar defeito. Descubra a que melhor condiz com seu desempenho esperado, planejamento de tarefas a serem realizadas, e claro, se encaixa perfeitamente no seu bolso. Ao final, você estará pronto para sair em busca da sua tão sonhada supermáquina, montada no capricho como manda o figurino.

Corsair CX550
Com um dos melhores custo-benefício em sua categoria, esse modelo da gigante Corsair encabeça nossa lista, garantindo um desempenho caprichado em placas de vídeo de ponta. Existe combinação melhor para um PC gamer? Aquela placa pronta para rodar de tudo e mais um pouco, com gráficos extraordinários, sendo suportada sem qualquer dificuldade por uma boa alimentação de energia.
Corsair CX550

Gigabyte PB500
Certificação 80 Plus Bronze, assegurando redução do desperdício, saída constante de energia, graças à melhor distribuição em determinados períodos, e é claro, o padrão seguido pela empresa por trás dessa fonte 500W são a garantia do sucesso e um resumo mais do que válido para te apresentar a mesma.
Gigabyte PB500

EVGA 600B
Talvez para os menos familiarizados, as quatro letrinhas que intitulam a marca sejam novidade, porém, aqueles que estão um pouquinho mais por dentro do assunto sabem muito bem a procedência e a relação com potência contínua, eficiência e proteção.
EVGA 600B

Corsair HX1000
Está pronto para um investimento um pouco mais robusto? Eis aqui uma das suas melhores opções quando o assunto é fonte ATX: os 1000W dessa belezinha produzida pela já citada Corsair.

É proteção contra sobretensão, subtensão, sobrecarga, sobretemperatura e se brincar até sobremesa (acho que exageramos aqui). Além disso, conta com o modo Zero RPM, que a faz operar em baixas cargas, reduzindo excepcionalmente o ruído.

Ah, não podemos deixar de mencionar o selo 80 Plus Platinum, gerando 90% de eficiência energética, e os cabos totalmente modulares para facilitar na hora da montagem e em possíveis atualizações futuras.
Corsair HX1000

OCZ ModXStream Pro 500W
Cabeamento modular e preço bastante acessível fazem dela uma opção mais do que válida, inclusive em sua versão de 600W, que é baseada no mesmo projeto. Se a carteira anda meio murchinha mas você é daqueles que não se contentam com algo meia boca, fica a indicação. A relação custo-benefício é show de bola!
OCZ ModXStream Pro 500W

Seasonic SS-300TFX
Quando o assunto é computadores compactos, essa pequena fonte de alimentação de 300W, produzida pela Seasonic, é uma excelente pedida. A diminuta possui padrão TFX12V, bom nível de eficiência, regulação de tensão e manda muito bem quando o assunto é evitar oscilações e ruídos. Ah, vale citar também que seu preço é bem interessante quando comparado com a maioria dos itens dessa lista.
Seasonic SS-300TFX

Thermaltake Toughpower Grand 750W
Certificação 80 Plus Gold, cabeamento modular e barramento de +12V garantem o lugar ao sol dessa belezinha fabricada pela CWT, apesar de estar um pouco acima do valor em relação a suas concorrentes diretas. A questão fica sendo única e exclusivamente preferência.

Ah, vale lembrar que essa é uma boa pedida para os fãs de luzes coloridas por todo lado... Sei lá, cada louco com sua mania, enquanto uns preferem investir em qualidade, outros optam por aparência. Não estamos aqui para julgar, e sim ajudar!
Thermaltake Toughpower Grand 750W

Corsair AX1200
A terceira fonte de alimentação da lista produzida pela empresa, que vem se destacando no ramo nos últimos anos por suas fontes de excelente qualidade. Nesse caso, falamos mais precisamente de uma participante de sua seleta linha profissional.

Completamente modular, eficiência inacreditável, ultra silenciosa e as hipérboles poderiam durar por todo decorrer da postagem. Quer um detalhe diferenciado para completar, ainda nos exageros desse robusto brinquedinho? Você recebe acesso vitalício ao elogiado suporte da Corsair. Em resumo, chega de dúvidas e gambiarras com um técnico qualquer!
Corsair AX1200

Cooler Master V1200
Tecnologia japonesa, alto desempenho, sistema de cabeamento modular projetados para um melhor fluxo de ar, cooler com arquitetura diferenciada e certificação 80 Plus Platinum, garantindo eficiência superior aos 92% de uso. Achou pouco? Ainda tem PFC Ativo, responsável por transformar a corrente alternada da rede elétrica em corrente contínua!
Cooler Master V1200

EVGA SuperNova 550W G3
Logo de cara, aquele leve susto ao nos depararmos com o preço, considerado meio salgado quando comparado às linhas concorrentes de outras marcas, porém existe uma boa explicação para isso: qualidade indiscutível.

Cabos de alta qualidade que garantem sua durabilidade, segurança, eficiência, baixo ruído, premiações na área e por aí vai a extensa lista de qualidades e garantias.
EVGA SuperNova 550W G3

Já escolheu a sua preferida? Respondeu com aquele velho polegar para cima e um sorrisinho maroto de canto de boca? Então agora que você possui alimentação e segurança necessárias, falta só escolher um bom jogo e se aventurar sem preocupações ou traumas da talvez não tão longínqua época de "será que roda GTA?", "Skyrim só vai na baixa", "meu PC roda no máximo GunBound", "vamos de Tibia?" ou talvez até "CS aqui ta travando".


Conteúdo bônus: o que verificar antes de comprar sua fonte?

Potência (elementar, meu caro "Watts")
É claro que a especificação mais importante viria no topo da nossa lista. Definida em Watts (W) e comumente citada no próprio nome do produto, especifica quantos componentes poderão ser alimentados sem riscos de sobrecarga.

Estamos aqui para evitar o estouro de algum determinado componente interno, como por exemplo o capacitor, cujo a função é justamente armazenar energia e no momento de demanda excessiva chega a explodir.

Proteção (nunca é demais)
Contando sempre com imprevistos como oscilações ou quedas de energia, investir em uma fonte que possa evitar qualquer ou maiores danos é saber se proteger, afinal de contas, como diz o ditado: "é melhor garantir do que remediar", não é mesmo? Dá só uma olhadinha em alguns tipos de proteção que você pode ter ao optar por um produto de boa qualidade:

- Over Current Protection (OCP), Over Power Protection (OPP) e Over Voltage Protection (OVP): relacionadas a sobrecarga.
- Over Temperature Protection (OTP): superaquecimento.
- Under Voltage Protection (UVP): subtensão.
- Short-Circuit Protection (SCP): curto-circuito

Modular ou não modular (eis a questão)
A diferença é bem simples: no primeiro caso, normalmente tratado como mais interessante tanto por facilidade como até mesmo por questões de benefícios relacionados à ventilação, temos os encaixes dos cabos separados dos mesmos. Sendo assim, é possível utilizar somente aqueles que serão necessários no momento. Já a segunda opção possui cabos embutidos, simples assim.

Creio que nesse tópico o principal ponto seja a verba para investimento em comodidade, já que o normal, claro, é termos nos produtos mais convenientes um valor menos acessível em relação ao comum.

Refrigeração (sim, o assunto permanece sendo fontes de alimentação)
Coolers ou ventoinhas são peças-chave para um bom funcionamento, já que são responsáveis pela ventilação e refrigeração. Manter sua máquina na temperatura ideal é importantíssimo para garantir que ela possa dar tudo de si.

Aqui a atenção vai para o nível de ruído, rotações por minuto, eficiência e obviamente o tamanho do cooler instalado.

Equivalência (a palavra é nivelamento)
Deve parecer algo bem básico para a grande maioria, porém não custava nada citar. Não adianta ter a melhor placa de vídeo do mundo, ou o processador lançado no mês atual, caso a combinação vier composta por uma fonte para PC de 1990 com problemas na voltagem. Procure sempre nivelar suas peças uma de acordo com a outra, realizando upgrades em diferentes setores, e não sempre no mesmo.

Confira seu saldo disponível para investimento, veja o que há de melhor e pior em sua máquina e voilà, você saberá o que deve ser comprado com urgência e aquilo que pode esperar mais alguns meses.

Uma dica para os mais desorganizados é manter sempre anotadinho, seja em um caderno ou bloco de notas no PC, em ordem de upgrade e com as especificações, cada uma de suas peças. Assim você poderá bater o olho e já reconhecer o próximo passo rumo aos melhor desempenho possível.

Experiências

Vocês já ouviram o ditado "casa de ferreiro, espeto de pau", não é mesmo? Bom, ele é uma máxima da verdade, pode ter certeza!

Convivo com um tio que, apesar de ser técnico em informática, sempre utilizou das piores fontes possíveis, graças a um pensamento errôneo porém até corriqueiro, se formos ver direitinho: "não adianta, fonte foi feita para queimar". Quando você opta pelo modelo mais barato e frágil, pensando apenas em supostamente proteger outras peças com seu sacrifício, digamos que essa afirmação possa até ser válida, mas a partir do momento em que você decide realmente equilibrar e tirar o melhor proveito de tudo que uma boa fonte de alimentação tem a oferecer, a frase vai por água abaixo lindamente.

Foram anos e mais anos até ele perceber isso e começar a utilizar em sua máquina pessoal modelos modulares, com anos e mais anos de garantia, eficiência energética caprichada, PFC Ativo e todo suporte possível. Literalmente equipamentos mais robustos para suportar as diversas variações diárias de energia em seu local de trabalho (que por curiosidade é realmente um antro de queimar produtos eletrônicos).

Contudo, meu tio ter supostamente aprendido com as lições da vida e fazer questão, pelo menos hoje em dia, de repassar isso aos seus clientes e amigos, não significa que os mesmos resolveram agir da mesma forma. Já cansei de ver fontes chegando em estado deplorável, seja por falta de qualidade ou de cuidados do proprietário, afinal de contas, de que adianta um equipamento de ponta nas mãos de alguém sem o mínimo de zelo ou apreço? A qualidade e os investimentos da empresa responsável em durabilidade, no máximo, farão com que aguente algum tempo a mais, só que uma hora a falta de noção acaba vencendo pelo cansaço.

O cúmulo foi ver um ninho de ratos dentro de uma CPU, mais precisamente do nosso foco nessa publicação, a coitada da fonte. Fora os coolers dignos de aviões teco-teco, cabos totalmente roídos e a ferrugem tomando conta de tudo.

Conclusão

Independentemente do valor disponível para investimento em peças essenciais ou periféricos extravagantes (já citamos acima o seleto grupo dos amantes de luzinhas coloridas piscando), é possível montar um bom setup para cair de cabeça no mundo dos games, facilitar aquele trabalho gráfico engavetado por falta de uma boa estrutura, suprir um servidor ou seja lá qual for o seu propósito. Basta pesquisar bastante, levando sempre em consideração o seu foco principal na hora das escolhas, seguir todas as dicas aqui listadas e se programar direitinho tanto na questão financeira como na logística da coisa. Ah, e claro, cuide bem do seu amor, seja quem for, como já diria a letra d'Os Paralamas do Sucesso, mantendo não somente atualizado, como obviamente limpinho, se não os ratos, baratas e afins estarão pronto para iniciar uma reforminha e se mudarem para um tal novo cubículo.

   Blog Zona do Guaxinim.