A vida moderna de Wellington - Criaturas bizarras

A vida moderna de Wellington - Criaturas bizarras e onde habitam
Meu nome é Wellington e hoje falaremos sobre criaturas bizarras, além de lendas quase urbanas.

Lava bunda na bacia do geladinho

Toda e qualquer moeda avistada por mim, deveria ser usada para comprar geladinho (conhecido na minha cidade como "dudu"), e minha mãe logo tratou de resolver esse problema. A ideia foi simples: colocar na cabeça do pequeno Well Cleópatra que, a mágica senhora responsável pela alquimia do melhor saquinho gelado da cidade, os lavava na mesma bacia em que asseava seu boga após efetuar sua necessidade especial número dois.

Assim nascia um dos seres mais aterrorizantes da minha infância comedora de porcarias!

Dudu do dedo torto

Alguns anos se passaram e a maldição continuava me perseguindo. Dessa vez, temos uma senhora, com o dedo do ET querendo telefonar pra casa, como responsável pelos gelinhos deliciosos. Reza a lenda que esse era o elemento X, que tanto sabor dava enquanto misturava os ingredientes.

Vassourinha do colégio

Vaurea Vassourinha possuía dois afazeres no colégio: fiscalizar e aterrorizar os alunos, ambos realizados com maestria por aquela que seria a versão nordestina do Slender Man. Além disso, seu cabelo de Medusa loira transformava em pedra a todos que insistiam em encará-la.

Defecadora pela boca

Popularmente conhecida como Dona Neuza, surgia da escuridão, nas salas de aula abandonadas, com a enigmática frase "Cagou pela boca!", seguida de uma maléfica gargalhada.

Por hoje é só... eu aqui na minha velha e querida bacia de lavar bunda e vocês aí!