Disponível na Netflix, Amor e Monstros é uma excelente pedida!

Você, assinante da Netflix, deve ter visto Amor e Monstros no top 10 da plataforma, exibindo sua capa típica dos filmes de aventura, além da sinopse sobre um tal “apocalipse dos monstros”.

Vários sites especializados fizeram suas críticas e resenhas sobre a obra, detalhando o enredo da mesma e por diversas vezes mais do que você deveria saber antes de assistir. Porém, aqui temos o nosso jeitinho particular, onde o foco é te convencer sobre a mídia em questão com apenas alguns tópicos. No caso, precisamente 3 deles.

Está tudo na cara

O título do filme realmente diz bastante sobre a obra, afinal, é uma história de amor cheia de monstros.

Sua capa e sinopse, como citado na introdução do artigo, também prometem exatamente o que será entregue. Sendo assim, a partir do momento em que a combinação aventura, monstros, apocalipse, comédia e romance te soar interessante, pode dar play sem erro!
Joel e o cãozinho Garoto

Contexto pesado, narrativa leve

São pouquíssimos os momentos em que a trama parte para o lado dramático, apesar de falar sobre pessoas que perderam familiares, amigos e a própria liberdade.

Os personagens se tornaram pessoas fortes, cada um do seu jeito. Ninguém fica remoendo constantemente algo sem solução, assim como o próprio enredo em si, que cita algo do tipo e logo vai adiante.
Joel batendo um papo com a robô Mav1s

Efeitos visuais reconhecidos pelo Oscar

Apesar de não ter levado a estatueta, o simples fato de ter sido indicado já diz muito sobre o longa.

A grande maioria dos monstros são vistos durante o dia, claramente e em foco, interagindo com o cenários, e por diversas vezes, os próprios personagens. Sem dúvidas, algo que torna ainda mais impressionante o trabalho da equipe responsável!
Caranguejo gigante - Amor e Monstros