Scream faz jus ao nome, guardadas as devidas proporções

Scream
Um assassino mascarado persegue os jovens de uma pequena cidade, enquanto mistérios são acumulados… enredo familiar, não é mesmo?!

O intuito de Scream é exatamente esse, beber de uma fonte que ao mesmo tempo é própria e generalizada, o que logo de cara nos introduz ao primeiro tópico:

Pânico é Pânico e vice-versa

Mortes sangrentas e alívio cômico sob medida, como um bom representante do gênero slasher. Assim, a adaptação da clássica franquia de filmes formata sua trama e tira proveito da memória afetiva dos fãs, tomando os devidos cuidados para não se tornar uma simples homenagem.

Digamos que há um bom equilibrio entre seguir os passos e criar algo separado, consumível por um público sem referências diretas!
Vilão mascarado de Scream

São todos suspeitos… até demais!

A série gera desconfiança em torno de cada mínima ação, dando voltas e mais voltas para que você fique perdidinho sobre quem está por trás dos acontecimentos. É algo tão descarado que chega a incomodar levemente, soando como forçado.

Tipo, qual o motivo do (insira aqui meia dúzia de personagens) fazer isso? Para que ele seja um suspeito, apenas!
Personagens da série Scream

Reboot na terceira temporada

Cancelada pela MTV após duas temporadas, Scream chegou às mãos da VH1, que estava decidida a dar um reboot na trama. Com isso, somos apresentados basicamente a uma nova série.

Direção, enredo (na medida do possível), personagens e até mesmo a própria máscara vilanesca são diferentes. Então o ponto é o seguinte: são basicamente duas séries em uma só, resta saber qual delas será mais atrativa para você (se não ambas). Por exemplo, estou no time que prefere a continuidade proporcionada pelas primeiras temporadas!